24/06/2017

Autorresponsabilidade

Ana Carolina Carvalho

Mudanças são necessárias e ainda bem que elas acontecem todo dia, durante o dia todo. Pode parecer estranho, mas comumente algumas pessoas acordam de mau humor e no decorrer do dia o melhoram, simplesmente começam a sorrir. 

A mudança depende de cada um. Cada pessoa tem o poder de mudar o mundo. Quando se adquire a consciência de que cada um pode e deve ser parte desse processo de aprendizagem as coisas mudam para melhor 


Tudo que acontece em nossas vidas é responsabilidade nossa e não do outro. Se o outro fere e faz doer, nós permitimos isso. Parece estranho, porém se houver uma pausa e uma reflexão é possível perceber que tudo que acontece na vida de cada um de nós, acontece de acordo com o nível de permissão que elas (pessoas) possuem para participar de nossas vidas ou não. 

Se você se dispõe a conhecer alguém, dá abertura para ser correspondido ou não. Se não for correspondido é de sua responsabilidade passar o resto da vida (hipérbole) sofrendo ou dá a volta por cima.

A-u-t-o-r-r-e-s-p-o-n-s-a-b-i-l-i-d-a-d-e

Palavra que pesa. Ouvi pela primeira vez em uma sessão de terapia e tremi nas bases. 
É muito mais fácil jogar a culpa no outro "eu não vou ser feliz porque o outro não me faz feliz.", "não emagreço porque meus amigos me levam pra comer fora.", "não consigo estudar porque minha casa não tem o ambiente necessário." ...

Sempre colocando justificativas e adiando, adiando, adiando, ações próprias. 


A-u-t-o-r-r-e-s-p-o-n-s-a-b-i-l-i-d-a-d-e


É você saber que o poder da sua vida, aqui na terra, está em suas mãos. 
Você tem o poder de hoje começar a aprender um novo idioma e não precisa se matricular nos cursos mais caros pode ser com aula online, e parar de reclamar que não sabe falar tal idioma; mas se você não quiser aprender e quiser continuar reclamando é uma opção sua, sob o seu comando e mesmo que a tendência seja você culpar algo ou alguém, a ação foi sua.

O cérebro prega peças diversas.  Ele é preguiçoso, trabalha menos do que a capacidade dele.

Pense nisso! Se desenvolva! Seja mais você!

Tenha autorresponsabilidade consciente , exigente, mas dentro dos limites. Exigir demais também não é sadio.

Eu sei que colocar o dedo na ferida dói, muitas vezes eu evito e em outras eu coloco, entretanto eu sei que vai doer. Autorresponsabilidade. A opção é minha, as consequências também.

Sejamos sábios ;)

17/06/2017

Era feliz e sabia

Ana Carolina Carvalho

Tirou a pilha do relógio. Fez o tempo parar mesmo sabendo que ele continuava passando, mas naquele momento ele parou e fez valer a frase "para mundo que eu quero descer"
Desceu. 
Revisitou caminhos. 
Viu os atalhos que pegou, as ciladas em que caiu, as gargalhadas sem motivo. 
Reviu cada fase e como foi feliz. 

Foi feliz e sabia. 

Sabia que aqueles momentos seriam únicos, mesmo sem querer. 
Sabia que eles não se repetiriam. Que viriam melhores, piores, mas nunca iguais. 

Aproveitou cada momento e sempre olhou pra frente.
Quanta sabedoria!

Seguiu caminhando do presente para o passado, depois na ordem inversa, seguindo o fluxo natural da vida. 

Viu algumas armadilhas repetidas, que não a pegaram mais. 
Viu as recaídas, as loucuras e sorriu. 
Viveu todas as fases até o momento em que parou o relógio. 

Foi feliz e repito, sabia. 

Sem saudosismo barato, sem vontade de viver tudo de novo, de reler as velhas cartas ou rever antigas fotos de momentos vários. 

A seleção mais incrível está na mente e no coração, aconchegada ao calor da alma. 

É a junção de tudo de bom que viveu. 

As cicatrizes que carrega, dos momentos pesados, olha com orgulho, pois é mais forte, mais feliz. 

Não tem motivo de parar o tempo. 

Se souber ser amigo ele funciona a favor. É necessário apenas ter consciência que só existe o hoje para ser feliz.

14/06/2017

Não mendigue amor

Ana Carolina Carvalho

Tudo começa com indisponibilidade, a tal caixa do nada que os homens têm na cabeça. Eles vão para lá, vez ou outra, quando não querem papo ou, simplesmente, querem paz.

É assim que tem início a saga de mendigar amor. Não deveria ter tido nenhum capítulo, mas geralmente vira uma novela mexicana, com direito a cenas lamentáveis de implorar o amor de alguém que não quer mais amar.

Vamos para o significado da palavra.

Mendigar: solicitar com insistência, humildemente; instar (insistir), implorar, suplicar. 
                           esmola; valer-se da caridade alheia.

Pesado, mas quem nunca? 

Se houver alguém que nunca tenha mendigado amor desejo do fundo do meu coração que continue sem fazê-lo, pois é deprimente de ver e de sentir/fazer. 

É deprimente dos dois lados: o de quem mendiga e do outro que não sabe o que fazer perante tamanha humilhação - se relacionar com alguém por pena também é deprimente.

Quando vejo alguém mendigando amor tenho vontade de correr e gritar: “TE PRESERVA”! (já gritaram isso para mim) Mas quem mendiga amor parece os três macacos, mas sem a sapiência, não vê, não ouve e não fala, por isso a intervenção não adianta. 

Parece que é preciso passar a vontade de querer fazer doer. 

É maluco demais, entretanto parece que existe uma satisfação em levar o fora, como se houvesse um condicionamento no inconsciente ativado pela ideia de "você não vale a pena", "não é útil", "não dá certo com ninguém". 

E se o discurso é aquele: “você é boa demais pra mim”. Ah, minha gente, a pessoa vai insistir mais ainda até fazer o 'vestido' 34 caber num manequim maior. 

Muitas vezes rasga a 'roupa' e a pessoa não desiste.

Eventualmente é carência, ausência de se bastar, a falta de amigos ou é tudo isso junto mais (++++++) a peste da  carência específica de ter aquele alguém

Engraçado (mas não tem nenhuma graça), algumas pessoas parecem ter o botão: liga (eu gosto) / desliga (não gosto mais). Creio que não exista esse botão mágico. O que acontece é que se continua com o botão ligado, gostando, mas se recusa a lutar sozinho. 

Mendigar amor é ir para a guerra nu e achar que está vestido, escoltado, protegido e que vai vencer pela força e insistência. 

Mendigar amor é começar a cobrar coisas sem sentido (que o outro antes fazia por prazer) : “Bom dia, boa tarde, sonhe comigo, senti sua falta...”

Mendigar amor é inventar desculpas para falar com a pessoa ( “ Você está bem?" , "como é mesmo o nome daquele restaurante que você me levou?" Você está precisando de algo?”) correndo sérios riscos de conversar só ou a ter a resposta: "Isso é urgente?”

É você ver que está perdendo e não aceitar a derrota e dar tudo de si ----> que o outro agora despreza porque perdeu o valor.

Os relacionamentos são baseados na admiração e na eterna conquista diária; Se perde a admiração, não vale a pena conquistar. 

Não se conquista qualquer coisa; Se conquista se algo tem valor, por isso valorizar até o amor que se dá é importante.

Quando se perde o interesse e a pessoa quer manter a cordialidade, para não parecer grosseira, vem a falta de tempo e os monossílabos: bom, bem, hum.

Em seguida vem o desespero, por parte da que mendiga, e se pede beijos, uma última noite de amor, se apela para o instinto e para o sexo; o que pode não adiantar e estragar tudo ou "adiantar". Se faz sexo, dorme. No outro dia uma pessoa saciada e a outra mais vazia --> Mendigo por opção, fez do coração um farrapo, quis restos, não se bastou.

De vez em quando o outro se sentindo culpado pode tentar ser legal, então o mendigo de amor confunde tudo de novo e a pessoa ignora, esnoba, tem certeza que não dá pra ser nem colega.

Acabou.

Recolha os cacos e recupere a dignidade da sua vida, o respeito por si mesmo.

Não se controla? Muda de número, apaga o que tá na agenda, evita ir para os mesmos lugares, encontrar, mas não mendiga amor. 

Ninguém merece!!

12/06/2017

Eu escolho você

Ana Carolina Carvalho

                                                   me tira do sério e me faz querer ser melhor;

Eu escolho você porque você  também já me escolheu - é tão recíproco;
                                     
                                                   tem um abraço que acolhe, uma mão amiga, uma voz suave e doce;

Todos os dias quando eu acordo e olho você, vejo que foi, é e sempre será a minha 

melhor escolha!

E hoje eu quero dizer mais uma vez o quanto eu amo você, principalmente nos detalhes.

                                   vejo você fazendo a sobremesa que eu mais gosto, mesmo estando cansada, só                                      para me ver sorrir depois de um dia ruim;

Amo quando você me acompanha aos jogos de futebol e fica discutindo a falha da defesa                                          com os meus amigos e tem melhor argumentos do que eles;

                                   você usa as minhas blusas para dormir porque eu vou chegar tarde do trabalho e quer dormir abraçadinha 'comigo' e sentindo meu cheiro mesmo eu não estando fisicamente presente.

Nossos dias são vividos na rotina diária ou na falta dela, pois amar você e lhe conhecer é uma grata surpresa.


Não me acho merecedor de tê-la ao meu lado e me sinto tão honrado por poder somar a vida com você que meu desejo ao acordar é ser o melhor que eu posso ser e, principalmente, o melhor que eu posso ser com você. 

Ao dormir e ao tê-la em meus braços, recostada em meu peito, ao beijar seus cabelos, eu fecho os olhos e agradeço por mais um dia ao seu lado.

As nossas brigas são incríveis por sua causa. Jamais iria prender o riso em uma discussão. Isso só acontece pois a discussão é com você que fala tanto, mais tanto que não sabe mais nem o motivo pelo qual começou a confusão.

Como eu me divirto nas nossas brigas e como eu enlouqueço quando vejo você chorar, quando você emudece ou quando me olha com desespero imprimindo o olhar de "quero desistir de tudo", pois a minha parte que habita em você quer lhe ver sempre bem, lhe mostrar a todo instante a mulher incrível que você é.


As flores estão desabrochando (você pediu para que eu não as comprasse já que acha injusto arrancá-las, então eu plantei e escondi no cantinho da varanda que você não visita), no momento em que você está lendo isso, se tudo estiver saindo como eu planejei, eu estou lhe esperando com um cartaz na mão com a seguinte frase: Você é a melhor parte do nós.


E é mesmo. Não desistirei de lutar pelo amor, pelo que acredito, e, por mais que as coisas estremeçam e esfriem e não fiquem bem, eu jamais desistirei de lutar por você, por mim, pelo eu que mora em você e por a soma de tudo isso = nós.

Agora vem me ver !

08/06/2017

O nome dela é reciprocidade

Ana Carolina Carvalho

Ela é de praia, mas também de campo.
Tem a alma leve, mas insiste em fazer pesar. 
Por tanto tempo se prendeu em ideias erradas sobre si mesma que acha estranho ser livre. 
Voa menina. 
Você já sabe bater as asas.
Aproveite a sua própria companhia. 
Se dê conta do quanto você é linda. 
Sua beleza interior se reflete no exterior e você brilha, causa, para o trânsito. 
Estão parados esperando você passar...
Passe, baile, dance e não olhe pra trás. Já passou. 
Falta de reciprocidade nunca mais.

06/06/2017

Evitar sentimentos não ameniza a dor

Ana Carolina Carvalho

Quanto tempo até você perceber que é tarde demais ?
Quantos abraços perdidos, eu te amo não ditos, perdões não concedidos a si mesmo e ao próximo?
Quantas discussões inúteis no trânsito, quantas atitudes birrentas e infantis só para afirmar que tinha razão?
Ah, se você pudesse ouvir meu conselho eu lhe diria daqui: P-A-R-E !
Corre! Faz as pazes, liga pro seu amor, pede desculpas.
Vai visitar a tia chata que hoje só resmunga, mas que lhe ensinou a fazer sua sobremesa preferida.
Vai arrumar o jardim e vê como a natureza é linda e que mesmo algumas sementes não brotando, não significa um mau trabalho.
Pena que você não pode me escutar, ou não quer, e fica aí tropeçando, correndo contra o relógio para ter, ter e ter cada vez mais.
Cadê a diversão? 
O rir sem motivo, bebericar aquela cerveja com os amigos, elogiar a mulher. 
Correr para a casa da sua mãe, tirá-la do chão com um abraço e dizer: me faz aquele cafuné.
Cadê as opiniões sobre o time de futebol do seu pai? Aquele que você nunca gostou, mas sempre defendia nas discussões na escola porque era o time do SEU pai. 
Cadê o ser?
Eu respondo! Ele se escondeu nessa arrogância cega de achar que sabe tudo e que toda opinião do mundo só serve se confirmar a sua.
Menos.
Bem menos. 
Solte o nó da gravata. 
Dispa-se. 
Você foi feito, não nasceu pronto e jamais estará 100%.
Evitar sentimentos não ameniza a dor. 
Sim, você leu até aqui. 
Já é um primeiro passo. 
Coloque sua música preferida e volte a ser, resgate quem há muito se perdeu em ter.

29/05/2017

Processo de autoconhecimento

Ana Carolina Carvalho

O processo na busca de autoconhecimento gera uma certa 'irritabilidade'. É um processo onde se faz necessário levantar o tapete e enxergar toda a poeira que existe em nosso ser, até as que estão lá no cantinho; e isso dá trabalho, bem como ser feliz dá trabalho - autoconhecimento também dá.

Não é fácil lidar com todas as coisas obscuras que existem em nós e ainda bem que não é um processo que se faz sem auxílio. Existe uma pessoa (um profissional, no meu caso uma terapeuta) instigando a jogar fora as desculpas e partir para a ação. E essa é a melhor/pior parte. Partir para ação também dá trabalho, é difícil. Assim como ser feliz por si mesmo, pois é necessário, para não depender do externo e encontrar a felicidade em si, sair da zona de conforto e fazer com que as coisas aconteçam!

O processo de psicoterapia ajuda muito em relação a isso. Eu defendo os psicólogos (os que eu conheço e os que sei que trabalham direito, afinal tem pessoas que escolhem não ser boas em todas as profissões) assim como defendo o meu respirar.

Foi por meio da psicoterapia que eu descobri que, às vezes, uma poeira que se tira do cantinho ou uma janela que se limpa da mente e do coração, permite a entrada de luz, liberta da escuridão.

Vejo minha psicóloga em algumas situações como meu ego auxiliar, me ajudando a descobrir coisas que, no fundo, eu já tinha conhecimento, mas não sabia como lidar de forma assertiva. 

A terapia me ajudou a descobrir mais sobre mim mesma. 

Meu segundo processo de terapia foi descobrir minha missão de vida. O motivo pelo qual e para o qual Deus me mandou a esse mundo; e confesso a vocês que definir a missão de vida é renovador, muda T-U-D-O. Lhe dá ânimo mesmo em dias ruins.

Nas sessões de terapia se desnuda a alma e creio que esse seja um dos melhores tratamentos humanos. Um dos melhores investimentos em si mesmo. Onde é possível ampliar as potencialidades e diminuir as fraquezas e as crenças limitantes (fiquei me sentindo ao aprender a controlar isso. Crenças limitantes são, de forma bem amadora, distorções negativas sobre si mesmo).
                                                     
Eu estou perto de encerrar meu segundo ciclo na terapia, mas dessa vez o sentimento não é o de "e agora" é de dever cumprido.

Vou continuar aprimorando todas as coisas que eu aprendi, pois a vida é um eterno aprendizado. E a busca pelo autoconhecimento não finda.

 Somos seres mutáveis, ainda bem.

O podia ser cor de rosa, como vocês já devem saber, nasceu da dor de amor e eu muitas vezes duvidei que ele pudesse ser real, mas ele não só o é como foi desde o dia 03 de fevereiro de 2014, quando publiquei o primeiro texto

Ele nasceu de uma dor real. Dor que as pessoas se identificam e isso me faz MUITO feliz, pois me faz ver que estou em sintonia com minha missão de vida que é tocar o coração das pessoas por meio das palavras.

É possível viver de um sonho, basta torná-lo palpável! 

Vivo do meu sonho, mesmo que ele não me dê retorno financeiro, ainda. Vivo do meu sonho, pois é ele que me motiva a trabalhar para que eu ganhe o dinheiro para financiá-lo.

Agradeço muito a minha terapeuta por ter conseguido me mostrar que eu posso sim viver de amor, e que através de mim muitas pessoas podem se identificar e se sentirem acolhidas no amor, na dor, na superação, no romantismo e até nas besteiras engraçadinhas.

Não é jogar tudo pro ar e começar do nada outra coisa. Aprendi que se pode ter vários caminhos e que optar por um não significa que nunca mais se vá visitar os outros. É possível ir por um e depois de concluído ir por outro; pegar atalhos...

Gratidão pelos psicólogos, pelos estudantes de psicologia, pelos meus amigos que são psicólogos - mas que não tentam fazer (e não fazem) dos nossos encontros sessões de terapia. 

Gratidão a minha psicóloga que está comigo há dois anos me ajudando a ser melhor. 

Gratidão a cada um que lê meus textos e vê neles uma forma de mudar o mundo.

Busquem o autoconhecimento! Quando conhecemos mais sobre nós mesmos somos solidários e temos compaixão com os sentimentos e atitudes alheias.



© Podia ser cor de rosa • Ilustração por Juliana Rabelo Desenvolvimento com por